quarta-feira, 3 de setembro de 2008

Eletrobossa? Isso pra mim é espera de dentista!

Pra começar a primeira postagem, nada melhor do que criticar um estilo musical típicamente brasileiro do tipo exportação, a Bossa Nova.

A BN foi o primeiro estilo mais "erudito" a ser criado no país, cantado em bom português e num tom de voz mais baixo. Diferenciando-se assim, dos cantores com vozes potentes, tipo Nelson "Boemia, a que me tens de regresso" Gonçalves, e das musicas cantadas em inglês.

Enfim, a questão é que esse estilo chato, popularizado pelo chatíssimo João "vaia de bêbado nao vale" Gilberto, está de aniversário. 50 anos de enfadonhismo. Pra piorar, virou moda a tal da eletrobossa. A galerinha mais Cool, mais Lounge, descobriu que colocar umas nuances eletrônicas na BN dá a ela um corpo mais jovem.

Só que, o que eles não sabiam é que isso torna o famigerado estilo tupiniquim ainda mais chato. Agora já tem projetos Bossa n`roll, Bossa n`Stones e Bossa n`Ramones (what the fuck?) que mesclam o estilo eletrobossa com roquenroul.

Tudo isso, curiosamente, parece muito similar àquelas musicas de espera de médicos e dentistas limpinhos. Legal para ser um fundo musical, mas experimente ouvir um cd disso numa tarde de sol. Certamente choverá!

Claro que a Bossa de Vinícius, Toquinho e até do John Gilbert, tem grandes méritos, belos arranjos e algumas letras belíssimas, mas é inegável que ela é um tanto quanto monótona.

Eu nunca fui muito a favor dessas misturebas, ainda mais com a bossa que é um troço totalmente particular. Mas fik a dik, escutem a tal musiquinha e tirem suas conclusões.

Nada melhor do que começar um blog que já nasce extinto, com uma polêmicazinha!

Enjoy!

5 comentários:

Germano Jaeschke Schneider disse...

Nunca, mas nunca mesmo, alguém houvirá bossa nova aqui no meu consultório. Procuro agradar os pacientes com aquilo que também me agrade. Já atendi ao som de Iron Maiden e Rage Against...

Cara, parabéns pela iniciativa. Vou procurar dar uma lida de quando em vez.

[..] disse...

É, Bossa Nova é coisa de consultório médico.
Idem à essa novas coisas chamadas de Vanessa da Mata e assemalhadas.

Eu gosto, no máximo, do Tom Jobin, algo mais que isso é musica de ninar.

João Gilberto ... meu deus, ele morreu e esqueceram de enterrá-lo.

Bruna disse...

Ok, eu gosto de Bossa Nova. Particularmente Toquinho e Vinicius. E nem tenho o que discutir, porque pelo que tu escreveu, é uma opinião basicamente pessoal.
Mas eu não gosto de eletrobossa não.. é uma forma de voltar com a Bossa Nova, porque certos estilos morrem com o passar do tempo, e agora tudo é (?)MPB(?).
E a espera do meu dentista, pelo menos, é a rádio Continental! hahaha

Marcus Vinícius disse...

Mazá doutor, back in black então.
Eu não curto bossa nova também, a única mistura de um ritmo antigo com eletrônica que curti mesmo foi com o tango.

Abraço!!!

Thiago disse...

Gostei do layout, Seu Salvador! Procurarei visitar com frequencia vosso blog.
Quanto ao texto, esse estilo musical que a mídia tanto louva, ja esta ultrapassado a muito tempo. Talvez continuem a falar disso por que ainda imaginam que os gringos "amem" escutar as mesmas coisas ha 50 anos. Assim como mpb, non ecziste. Infelizmente não ha novos rumos musicais sendo desbravados no brasil ultimamente.
Abraço,
Thiago do chat da FAECV!